PDV Arius: conheça as soluções para seu varejo   

pdv arius 1

Uma fila longa e demorada e que faça o cliente ficar esperando por bastante tempo até ser atendido é o pior pesadelo de um gestor de varejo. Certamente gastar mais tempo em filas do que dentro do estabelecimento vai fazer seu cliente optar por outro lugar para fazer compras.


É o que se fala atualmente de oferecer uma experiência “frictionless”, ou seja, o cliente ter uma experiência fluida, sem atrito. O consumidor pode optar por demorar o tempo que for dentro da loja, mas na hora de pagar, ele deseja que esse processo seja o mais rápido possível, pois ele quer pagar rápido e ir embora.


Para evitar estes problemas, é necessário escolher um software de PDV para varejo que apoie nesta solução.

Principais Funções do PDV


Estamos conscientes de que a função principal do PDV é vender, não é mesmo? Porém, existem mais um monte de tarefas executadas neste local, o que faz com que sua gestão seja tão complexa no dia a dia.

Confira o que pode ser feito no PDV:

– Abertura e fechamento de caixa: para que não haja problemas na Frente de Caixa, é preciso ter atenção na abertura e fechamento, isso é primordial para a operação do PDV. É uma forma de garantir que o dinheiro que deveria estar em caixa, de fato está, e que a empresa não está sendo lesada de alguma forma.


– Emissão de nota fiscal: documento legal obrigatório que comprova a transação.


– Controle de estoque: o fluxo de compras é intenso no varejo, uma gestão assertiva dos produtos garante o estoque sempre em ordem. Porém, é importante saber que o controle no PDV é bem básico, para um controle mais completo o ideal é fazer uso de um ERP para varejo  eficiente.


– Cupons de venda: cada operação gera um cupom de venda que deve estar registrado para garantir a verificação das informações. Dados rápidos como status da venda, dados de cadastro do cliente e valor da operação estarão no guardados cupom para checagem.


 Cadastros e consultas: o PDV tem a responsabilidade de organizar cadastros de clientes e produtos.


– Prevenção de perdas: a utilização do sistema é a melhor forma de manter a loja organizada, pois ele irá trazer maior controle para o lojista entender a sua demanda e vendas, sem que haja perdas durante o processo.

Como o PDV ajuda na gestão de varejo

Um software de PDV para varejo pode ser o que você precisa para resolver diversos problemas sua rotina de trabalho.


Com menos problemas, você consegue mais tempo e habilidade para se comprometer com o planejamento estratégico e criando táticas para a expansão de seus negócios.


Conheça os benefícios mais perceptíveis que um software PDV pode trazer para o seu negócio:


    ØAprimoramento na diversidade do estoque


O software de PDV facilita o controle dos itens vendidos e as quantidades disponíveis em estoque. Esse controle favorece análises essenciais.


Você consegue saber se tem, por exemplo, uma variedade suficiente de produtos de higiene para atender o seu cliente. Ou se um item alimentício foi comprado na quantidade certa para atender a demanda atual e ainda se você está com estoque sobrando ou faltando.


Com os dados presentes no software, você pode planejar suas próximas compras para atender melhor seus clientes. Dessa forma você oferece mais opções e gera menos desperdício.


    ØEficiência no fechamento do caixa

Essa é uma grande vantagem, uma vez que problemas no fechamento do caixa são causa de dor de cabeça, sem mencionar os prejuízos para o varejo.


Com o software de PDV, o controle das transações realizadas no caixa fica totalmente preciso e integrado à saída dos itens do estoque.


Deste modo você evita desfalques ou erros ao receber pagamentos e emitir nota ou cupom fiscal.


A redução nas perdas para sua empresa será bastante perceptível.

    ØAgilidade no atendimento


O software de PDV não é bom apenas para sua empresa, ele também é bom para o cliente.


Com a automação dos processos e das operações, o atendimento é mais eficiente.


Isto é, quando o cliente chega ao caixa, a cobrança é rápida e precisa. Sem filas longas e clientes reclamando ou deixando sua loja antes de efetuar a compra.


No entanto, vale lembrar que os seus funcionários também devem estar alinhados ao sistema, logo, treinamentos constantes são essenciais.


    ØMaior conhecimento sobre o cliente


Você pode resgatar sem dificuldades as informações sobre os seus clientes: o que costumam comprar, o valor que geralmente gastam e em que épocas mais compram de você.


Com isso você tem informações suficientes para realizar ações de marketing realmente eficientes. Essas ações podem fazer parte de uma campanha de e-mail marketing ou de uma grande campanha promocional em redes sociais e panfletagem, isso vai depender do perfil e do tipo do seu varejo e da sua criatividade.


    ØPadronização das operações


Descarte o pensamento de que cada um de seus funcionários trabalha de um jeito que é só dele. O software de PDV certifica a padronização de todas as atividades e deixa-as gravadas.


Quer dizer, se alguém entra ou sai da equipe de sua empresa, as coisas funcionarão perfeitamente e você ainda tem como analisar relatórios de desempenho.

Como escolher o melhor sistema PDV

Agora que você já está convencido de que optar por um sistema PDV é uma ótima escolha para seu negócio, vamos ao ponto principal: como escolher o melhor sistema PDV.


 Seguem algumas dicas para ajudá-lo nesta decisão, acompanhe:

           Avalie as necessidades do seu negócio: é importante saber quais são os principais pontos a serem analisados para fazer a melhor escolha;


                Entre contato com fornecedores de softwares: conversar
com fornecedores e entender quais são mais acessíveis e poderão te auxiliar
quando você precisar é um grande diferencial;


                 Verifique se é possível fazer integração com
outros sistemas: a integração com os sistemas que já estão em uso é bem
importante, afinal, você pode não querer trocar todos os seus sistemas só para
que sejam reconhecidos pelo sistema de PDV que você escolheu;


                Saiba como é a usabilidade do sistema: conhecer
a usabilidade e as funcionalidades do sistema é um ponto crucial, mesmo porque
se precisar fazer algo fora do que está acostumado no dia a dia, conseguirá sem
grandes dificuldades, por exemplo;


                Entenda como funciona o suporte técnico: o
suporte técnico pode não ser como você imaginava no momento da contratação do sistema. Por isso, vale a pena saber como te atenderão antes mesmo de escolher por eles para evitar dores de cabeça futuras;


             Opte por um parceiro com um suporte técnico especialista e preparado: alguém que esteja preparado para te auxiliar em todas as questões que você precisar é ideal, principalmente porque problemas acontecem sem programação e ter com quem contar para resolvê-los pode ser a cereja do bolo na hora da escolha;


                Custo-benefício: um sistema caríssimo que te entregue pouco do que você precisa certamente não é a melhor opção, no entanto, você precisa saber calcular o custo-benefício em longo prazo. Escolher um sistema mais barato não quer dizer que você terá o melhor; investimentos são necessários, então tenha em mente o custo-benefício e não só o preço que está pagando, ok?

 

É importante optar por uma empresa que seja especializada, com um time de funcionários dispostos a te ajudar sempre que preciso e, principalmente que atenda às necessidades de seu negócio.


Se você não tiver auxílio durante a compra, que garantia terá de que futuramente esse auxílio virá? Vale muito a pena analisar todos estes detalhes antes de fazer sua escolha para não cair em armadilhas.

 

Quer conhecer mais sobre o PDV da Arius? Cadastre-se abaixo:
Comentários